Fernando Pessoa

Fernando António Nogueira Pessoa, nasceu em Lisboa em 1888 e morreu em 1935.
Foi poeta, filósofo, dramaturgo, ensaísta, tradutor, publicitário, astrólogo, inventor, empresário, correspondente comercial, crítico literário e comentarista político português.

Educado na África do Sul, Fernando Pessoa tinha grande familiaridade com a lingua inglesa, chegando a escrever os seus primeiros poemas nesse idioma. Das quatro obras que publicou em vida, três são na língua inglesa. Traduziu várias obras de inglês para português e de português para inglês.

Fernando Pessoa é considerado, a par de Camões, o maior poeta de língua portuguesa, tendo feito chegar a lugar cimeiro a poesia lusa no século XX.

Fernando Pessoa assinou inúmeros poemas utilizando vários heterónimos, destaque para: Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis.
Esta multiplicidade de heterónimos, resulta de características pessoais referentes à sua personalidade, nomeadamente à capacidade que tinha no desdobramento do “eu” e da multiplicação de identidades.

Autopsicografia

‘O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração’

Pessoa, Fernando. Lírica e dramática, In: Obras de Fernando Pessoa

É possível conhecer um pouco mais do poeta, da sua obra e da sua história, através de uma visita à Casa Fernando Pessoa.
Esta foi a casa onde Pessoa morou nos últimos 15 anos da sua vida (1920-35), em Campo de Ourique, e é hoje uma casa cultural, onde se pode visitar o quarto do poeta, os objetos pessoais como a máquina de escrever, os óculos e blocos de apontamentos, entre outros.
A Casa de Fernando Pessoa, permite aos visitantes desvendar as memórias e as histórias guardadas nos diferentes objetos e espaços da Casa.

Casa Fernando Pessoa
Rua Coelho da Rocha, 16-18 – 1250-088 Lisboa.

Seja sociável, partilhe !

    Deixar uma resposta