A arquitetura

O Parque dos Poetas é o resultado da vontade de homenagear os poetas, a poesia nacional e o património literário de reconhecimento internacional.
Nasce de um conceito inicial de David Mourão-Ferreira e Francisco Simões para celebrar a poesia e imortalizar 20 poetas portugueses do século XX, esculturalmente representados.
O Parque dos Poetas, projectado pelos arquitectos paisagistas Francisco Caldeira Cabral e Elsa Severino, concentra em si valências culturais, desportivas, ambientais e urbanísticas num ambiente lírico e natural.
Numa primeira fase, o Parque dos Poetas oferece, em 10 hectares, praças, alamedas e recantos num convite à evasão, bem como um auditório ao ar livre, uma fonte cibernética e o bosque da poesia, que animam todo o recinto.
A segunda fase traduz-se num aumento da área em 12,5 ha onde é dada continuidade à obra escultórica de poetas do século XII ao século XIX, para além de se incluírem também outras 10 esculturas de poetas de países de língua oficial portuguesa, através do olhar de outros tantos escultores. Espaço a não perder, salientando-se o labirinto ou o bosque mediterrânico, locais ideais à diversão mas também à reflexão e ao descanso da alma.

 

Seja sociável, partilhe !