José Anastácio da Cunha

José Anastácio da CunhaVida e Obra

José Anastácio da Cunha (1744/1787). Além de Poeta foi um grande matemático. Foi alvo de perseguições políticas decorrentes do seu espírito acutilante e da sua poesia interventiva. A excelente preparação científica no domínio da Matemática conjugou-se com uma atividade literária de relevante significado na evolução que conduzirá a poesia portuguesa do Neoclassicismo ao Romantismo. Compreende-se deste modo que perdure na sua obra uma significativa herança do neoclassicismo, através das formas que preferiu, fossem as formas fixas do soneto, do hino, da cantata, do idílio ou da ode, fossem os esquemas estróficos, métricos e rimáticos, fosse o uso do verso branco; através do recurso à mitologia clássica; ou pela ocorrência de temas e tópoi que, como os impossibilita, o odi profanum vulgus ou a aurea mediocritas, tinham caraterizado com notável insistência a poesia das épocas anteriores.

Escultor
Hélder Batista

Pétala 17

Seja sociável, partilhe !

    Deixar uma resposta