António Nobre

António NobreVida e Obra

António Nobre (1867/1900). António Pereira Nobre, inicia a sua atividade poética aos 15 anos, com a publicação de muitos poemas por jornais e revistas, enquanto mantém inéditos bastantes outros, como hoje melhor podemos constatar pela publicação “Alicerces”. É incerta a índole e desigual a qualidade estética dos poemas conhecidos – algumas vezes residindo já naquela confissão coloquial de um narcisismo pessimista que distinguirá o “Só” mas geralmente prendendo-se a convencionalismos tardo-românticos entre a sentimentalidade ligeira, a breve notação percetiva ao modo de Cesário Verde. Todavia, há que valorizar o caminho que o poeta então faz para a sua excecional criação da maturidade, quer pela multiplicidade de modelos e orientações que então experimenta e abandona, quer pelas manifestações temático-formais que, logo depois, irão adquirir mais amplo significado na obra do poeta e, por seu influxo, na poesia portuguesa tanto coeva como subsequente.

 

Escultor
José Joaquim LARANJEIRA SANTOS

Pétala 30

Seja sociável, partilhe !

    Deixar uma resposta