Pedro Cabrita Reis

Nasceu em Lisboa em 1956, cidade onde vive e trabalha. Com reconhecimento internacional consolidado, o seu trabalho tornou-se crucial para o entendimento da escultura a partir de meados da década de 1980. A sua complexa obra, caracterizada por um idiossincrático discurso filosófico e poético, engloba uma grande variedade de meios: pintura, escultura, fotografia, desenho e instalações compostas de materiais encontrados e de objetos manufaturados. Utilizando materiais simples e submetendo-os a processos construtivos, recicla reminiscências quase anónimas de gestos e ações primordiais repetidos no quotidiano. Centradas em questões relativas ao espaço e à memória, as suas obras adquirem um sugestivo poder de associação que, transpondo o visual, alcança uma dimensão metafórica. A complexa diversidade teórica e formal do seu trabalho, procede de uma reflexão antropológica contrária ao reducionismo do discurso sociológico. De facto, a sua obra assenta sobre silêncios e indagações. Tem numerosos prémios e exposições individuais e coletivas nacionais e internacionais. Está representado em coleções e Museus, institucionais e particulares em Portugal e no estrangeiro.

Seja sociável, partilhe !

    Deixar uma resposta