António Ramos Rosa

António Ramos RosaVida e Obra

António Vítor Ramos Rosa é um dos grandes poetas portugueses, também reconhecido pela sua pintura e críticas literárias. Nasce em Faro, a 17 de Outubro de 1924. Na década de 40 passa a residir em Lisboa.

Durante os anos 50 é diretor de várias revistas, como Árvore (que funda com outros escritores e que se torna uma referência na década), Cassiopeia e Cadernos do Meio-Dia. É durante esse período que publica os seus primeiros poemas em revistas como Seara-Nova, Vértice e Cadernos do Meio-Dia. Em 1988, recebe o Prémio Fernando Pessoa. No ano seguinte, recebe o Grande Prémio de Poesia, atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores e, em 1990, o Grande Prémio Internacional de Poesia.

Leitura Escultórica
Escultura
Imagem hierática, fechada, percorrida por uma fenda perpendicular que é uma abertura no seu hermetismo

Leitura Poética
Escrita que fala da mudança, do devir, da vida. Retrato da temporalidade…

Escultor
Francisco Simões

Mecenas
IMOPOLIS, Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Imobiliário, S.A.

Consulte a sua obra no catálogo das Bibliotecas Municipais de Oeiras. Clique aqui.

Pétala 57

Seja sociável, partilhe !

    Deixar uma resposta