Vitorino Nemésio

Vitorino NemésioVida e Obra

Açoriano de 13 gerações, como ele próprio se classificou, Vitorino Nemésio nasceu a 19 de Dezembro de 1901 na Praia da Vitória, na Ilha Terceira, nos Açores e faleceu em Lisboa a 20 de Fevereiro de 1978. Considerado como um dos grandes líricos do século XX, Vitorino Nemésio foi intelectual de vários interesses, da poesia à ficção (sendo sobretudo poeta) desde a história ao ensaísmo literário.

Contemporâneo da geração da Presença, o Ser, o Nada, O Tempo e a Morte, são os seus grandes temas, sofrendo fortes influências de Heidegger. Nos últimos anos da sua vida, ganhou e aprofundou uma dimensão religiosa, à beira do misticismo e um certo existencialismo.

Tendo concluído os seus estudos liceais em Coimbra, inscreve-se, depois, na Faculdade de Direito, donde transitará para o curso de Filologia Românica, concluído já em Lisboa. Ainda em Coimbra trabalha como revisor na Imprensa da Universidade.
Leitura Escultórica

Escultura
Escultura esculpida em pedra Verde-da-India, numa alusão a um poema intitulado Vaga Verde. O poeta é um barco desaforado sobre as ondas. Referência à sua origem os Açores, e à insularidade representada nas nove ilhas recortadas em pedras individualizadas. A cabeça de Nemésio aparece com nariz proeminente, óculos típicos, sobrancelhas fartas e grossas, própria do homem de olhar agudo e penetrante, espírito irreverente.

Leitura Poética
Os elementos da leitura escultórica remetem para um discurso poético do Homem Universal, simultaneamente português, açoriano, europeu, americano brasileiro, românico hispânico e ocidental, homem do mundo.

Escultor
Francisco Simões

Mecenas
Banco Espírito Santo

Consulte a sua obra no catálogo das Bibliotecas Municipais de Oeiras. Clique aqui.

Pétala 47

Seja sociável, partilhe !

    Deixar uma resposta